quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Imagens do sertão potiguar

No período de carnaval estive no sertão potiguar, mais especificamente no ao alto Oeste, entre os municípios de Patu e Caraúbas. As pessoas que vivem naquela região, apesar das melhorias advindas da construção de cisternas e da chegada da eletricidade, ainda vivem de forma bastante simples e preservam técnicas de sobrevivência e costumes que remontam o período colonial. Aproveitei a ocasião para fazer um pequeno registro a partir do meu aparelho celular. Tecnicamente falando as fotos possuem limitações, uma vez que o meu aparelho celular não dispõe de recursos que permitam controlar algumas variáveis, tais como diferenças causadas pela incidência de luz, profundidade, etc. As fotos valem como registro da vida simples (porém alegre) e do ambiente onde vive o sertanejo potiguar do século XXI. Clique nas imagens para vê-las em tamanho original.

O elemento humano...




Moradias...
Fazenda Guanabara

Fazenda Guanabara (Casarão): Segundo o professor de história Antônio Gomes (UERN), esse tipo de residência era construída pelos donos de grandes fazendas na parte mais alta das propriedades, tinha vários objetivos simbólicos. Ela mostrava aos subalternos quem estava acima de tudo(quem mandava) e sua concepção baseava-se nos grandes castelos da Europa medieval. Era em suma construída para demonstrar opulência e poder. 

 Fazenda Guanabara: Local utilizado para alimentar o gado.

Sítio Santa Maria: Fogão à lenha e panelas de barro ainda são bastante usados pelo sertanejo. No detalhe a bebida preferida do sertão, a cachaça.

Apesar das geladeiras e até geláguas, o "pote" ainda é amplamente utilizado no sertão. É um recipiente feito de barro utilizado para armazenar água potável colhida em açudes ou cisternas.

Entorno...






Nenhum comentário:

Postar um comentário